A gripe é uma doença respiratória altamente contagiosa. Acontece ano após ano, com consequências devastadoras. Tudo causado por um vírus muito esquivo.  O Influenza, ou vírus da gripe, é um pesadelo recorrente. Causa mais de 36 mil mortes nos EUA a cada ano e foi responsável por algumas das pandemias mais mortais da história. Como outros vírus, o vírus da gripe é um parasita. O próprio agente viral, chamado virion, é feito de ácido ribonucleico, ou RNA, cercado por proteínas.

O vírus da gripe usa duas proteínas para atacar seu hospedeiro, hemaglutinina e neuraminidase ou as proteínas HA e NA. A proteína HA conecta um vírus a uma célula e a deixa entrar. Uma vez dentro do vírus, ele se multiplica. Então, a proteína NA solta esse enxame viral, enviando-o para infectar mais células. Isso aciona o sistema imunológico para bombardear o enxame e destruir o tecido infectado em todo o sistema respiratório. Infelizmente, essa resposta também pode inadvertidamente levar à morte por falência de órgãos ou infecção secundária, como pneumonia bacteriana. O vírus da gripe tem sido quase impossível de erradicar. Em grande parte devido à sua estranha capacidade de sofrer mutações. Desde 2004, mais de 5.000 cepas diferentes do vírus influenza foram sequenciadas. Aquelas que afetam os seres humanos são categorizados nos tipos A, B ou C, com as cepas do tipo A sendo as mais capazes de desencadear uma pandemia.

Os vírus da Influenza A sofrem mutações mais rapidamente, permitindo adaptação a novos hospedeiros e até cruzamento de espécies. Gripe aviária e gripe suína, por exemplo, são duas cepas do tipo A que, através de mutações, podem ser transmitidas de aves e porcos para humanos. Uma das pandemias mais mortíferas da gripe foi causada por um desses vírus. Entre 1918 e 1919, a gripe espanhola infectou um terço da população global e matou até 50 milhões de pessoas em todo o mundo. Chamada H1N1, essa cepa específica de vírus provavelmente veio de aves. A ameaça de outra pandemia de Influenza permanece. Enquanto isso, os cientistas monitoram constantemente o vírus da gripe e desenvolvem vacinas sazonais para criar nossa melhor linha de defesa.

Vídeo de National Geographic SCIENCE 101

 

Tradução de Língua Inglesa para Língua Portuguesa:
Priscila Ganter Moraes
Sócia e Tradutora Intérprete da VERBALIZA®
www.verbaliza.com.br

Tradução para Libras e edição do vídeo:
Alexsander Pimentel
Doutorando no PPGTS - PUCPR

Voz em Língua Portuguesa e apoio na filmagem em Libras:
Luana Arrial Bastos
Mestranda no PPGTS - PUCPR